08 Oct. 2018, 12h40

Sandro Mabel é eleito presidente da Fieg

Foco da nova gestão será atender melhor o setor industrial, pelo fortalecimento da prestação de serviços dos sindicatos do segmento, e aumento da formação de jovens para a indústria


O empresário Sandro Mabel foi eleito nesta segunda-feira (8) novo presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), para quadriênio 2019-2022, cujo mandato inicia-se em 1º de janeiro. Resultante de consenso, a sucessão do presidente Pedro Alves de Oliveira, que dirigiu a entidade por dois mandatos (2011-2018), teve apenas uma chapa, Fieg União e Participação, comandada pelo empresário, também presidente do Sindicato das Indústrias de Alimentação no Estado de Goiás, obtendo 35 votos – votação unânime. 


O foco da nova diretoria será o fortalecimento dos sindicatos, para ampliar e melhorar a prestação de serviços às indústrias. O novo presidente diz que ampliará a atuação da Federação e dos sindicatos em negociações coletivas, reforçando os sindicatos patronais industriais e sua prestação de serviços, principalmente no assessoramento jurídico, relações sindicais e maior atuação junto ao poder Legislativo em âmbito municipal, estadual e federal. “Uma vez que não existe mais imposto sindical, nossos sindicatos terão de prestar um serviço ainda melhor, para uma base maior de empresas”, comenta. 

Uma mudança estrutural será feita nos sindicatos patronais industriais: a criação de condomínio sindical. Na visão do presidente eleito, isso diminuirá custo, dará maior eficiência, melhorará a gestão financeira e a prestação de serviços. Mais aproximação com sindicatos dos trabalhadores e centrais sindicais também está na mira de Sandro Mabel: “Não somos adversários. A indústria e seus funcionários são parceiros”. 

Outro ponto que merecerá atenção da nova gestão é a busca de um cenário mais favorável ao setor industrial, facilitando ao máximo a instalação de novas empresas em Goiás. “Vamos aproximar mais as indústrias de órgãos que impactam diretamente suas atividades, como Enel, Saneago, Secretaria da Fazenda, órgãos de meio ambiente, dentre outros”, aponta. 

Educação para a indústria

Formar mais mão de obra para indústria e incentivar alunos do Sesi Senai a trabalhar na atividade industrial fazem parte também das metas da nova gestão. “Nós vamos formar pessoas que vão amar a indústria. Nosso aluno sairá de nossas escolas apaixonado na indústria”, prevê. O presidente eleito da Fieg explica que atuará para despertar no aluno do Sesi, ainda em séries iniciais, o desejo de, no futuro, optar pela atividade industrial. Isso será feito, explica ele, aumentando a produtividade e também trabalhando a cultura interna no Sesi e no Senai. “Nosso maior acionista é a indústria. É ela que nos sustenta. Então, teremos em nossas escolas um ensino diferenciado. Vamos formar craques, gente diferenciada, com habilidades de que o mercado precisa”.


Diretoria para quadriênio 2019 - 2022
 
Presidente – Sandro da Mabel  Antônio Scodro 
1º Vice Pres. - André Luiz B. Lins Rocha
2º Vice Presidente:  Flávio Santana Rassi
3º Vice Presidente: Antônio de Sousa Almeida
1º Diretor Secretário:  Célio Eustáquio de Moura
2º Diretor Secretário: Jerry Alexandre de Oliveira Paula
1º Diretor Financeiro: Heribaldo Egídio da Silva
2º Diretor Financeiro: José Divino Arruda
 
 
DIRETORES
1. Alyson José Nogueira
2. Anastácios Apóstolos Dágios
3. Bruno Franco Beraldi
4. Domingos Sávio Gomes de Oliveira
5. Edilson Borges de Sousa
6. Eduardo Bilemjian Filho
7. Eliton Rodrigues Fernandes
8. Elvis Roberson Pinto
9. Emílio Carlos Bittar
10. Enoque Pimentel do Nascimento
11. Gilberto Martins da Costa
12. Heitor de Oliveira Nato Neto
13. Hélio Naves
14. Jair José de Alcântara
15. Jair Rizzi
16. Jaques Jamil Silvério
17. Joaquim Guilherme Barbosa de Souza
18. José Antônio Vitti
19. José Luiz Martins Abuli
20. Laerte Simão
21. Leandro Luiz Stival Ferreira
22. Marcelo de Freitas Barbosa
23. Marcos André Rodrigues de Siqueira
24. Olavo Martins Barros
25. Otávio Lage de Siqueira Filho
26. Robson Peixoto Braga
27. Sérgio Scodro
28. Wilson de Oliveira
 
 
CONSELHO FISCAL
Joaquim Guilherme Barbosa de Sousa
Roberto Elias Fernandes
Otávio Lage de Siqueira Filho
 
 
CONSELHO DE REPRESENTANTES JUNTO À CNI
Sandro da Mabel Antônio Scodro 
Paulo Afonso Ferreira 
 
 
DIRETORIA (SUPLENTES)
1. Marley Antônio da Rocha 
2. Eduardo Cunha  Zuppani 
3. Carlos Roberto Viana 
4. Sarkis Nabi Curi 
5. Jaime Canedo
6. Olympio  José Abrão 
7. Marduk Duarte
8. Pedro Silvério Pereira
9. Ailton Aires de Mesquita
10.  André Lavor Pagels Barbosa
11.  Álvaro Otávio Dantas Maia
12.  Rubens Bernardes
13.  Mário Renato Guimarães de Azeredo
14.  Pedro de Sousa Cunha Júnior
15.  Luiz Gonzaga de Almeida
16.  Paulo Sérgio de Carvalho Castro
17.  Wellington Soares Carrijo
 
 
CONSELHO FISCAL (SUPLENTES)
Emílio Carlos Bittar
Bruno Franco Beraldi
Jaques Jamil Silvério
 
 
CONSELHO DE REPRESENTANTES JUNTO A CNI (SUPLENTES)
Pedro Alves de Oliveira
Célio Eustáquio de Moura

Escreva um comentário: